"Instrui ao menino no caminho em que deve andar, e até quando envelhecer não se desviará dele.". (Provérbios 22:6)"

Televisão




 “Desvia os meus olhos das coisas inúteis; faze-me viver nos caminhos que traçaste” (Salmos 119:37) 

Sentimos na obrigação de examinar o assunto da televisão no lar e, sobretudo, em como isto afeta o cristão. Com o rápido crescimento deste último gigante do mundo da diversão e entretenimento, e com o aumento da propaganda para que os cristãos abram os seus lares a esta obra-prima da invenção humana, cremos que é hora de encarar o assunto de frente.

Sendo assim, seria apropriado nos lembrarmos de uma pergunta que fez o profeta Isaías ao rei Ezequias:
 “Que viram em tua casa?” (II Re. 20:15). 

Este moderno meio de comunicação irá trazer ao lar uma variedade de cenas e imagens como um alimento cotidiano para seus habitantes e hóspedes. 
Será para a glória de Deus? Aumentará nossa ocupação com as coisas celestiais? 

Poderá nos ajudar a crescer no conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo? Ou será algo mais para desviar nossa atenção do Único que é digno de nossa ocupação principal.

Talvez a maior ameaça que a televisão traz, diz respeito à infância e juventude. Nos lugares onde a televisão já se instalou, a juventude tem se entregue completamente a esta forma de diversão. Ela tem uma atração toda especial sobre as crianças e jovens, e suas mentes, tão impressionáveis, são facilmente influenciadas por ela. 

E o que assistem com tanto prazer?
Loucuras, crimes, corrupção moral e muitas outras coisas. Tudo aquilo que tem corrompido a juventude do mundo nos cinemas, e que fomentou grande parte da delinquência juvenil e desordem, está agora sendo difundido em muitos lares, hora após hora e dia após dia. 

Essa influência acelerará, e já está acelerando, a chegada das condições de degradação moral no mundo, à semelhança dos dias de Noé e de Ló, como prenunciou nosso Senhor (Lucas 17:26-30).

Os assim chamados “programas para crianças”, se demonstram quase todas as maneiras imagináveis de matar. A representação constante de tais crimes diante da juventude de um país, resultará ou em um estado de medo insano, ou numa fria indiferença e falta de sensibilidade — uma diminuição do valor dado à vida humana e um desprezo por toda a virtude. 

Será que alguém se atreveria a dizer que Satanás não está por detrás de tudo isso?

Pais cristãos, evitem a televisão por amor de seus filhos amados. Sei que vocês não desejariam receber esta preciosa herança do Senhor, que são os filhos, para então levá-los às discotecas, teatros, estádios, ruas e poços de iniquidade deste mundo. 

Então trariam vocês as imagens de tudo isso para sua própria sala de estar? Talvez alguém venha a dizer que à medida em que os filhos forem crescendo irão fatalmente se deparar com essas coisas, e que não será possível protegê-los delas. Isto contém um certo grau de verdade, mas será que vocês não têm uma responsabilidade bem definida perante Aquele que confiou a vocês o cuidado dos filhos? 

O único período da vida de seus filhos que vocês poderão ajudar a formá-los e instruí-los no caminho do Senhor é durante a infância e juventude. Vocês acham certo perder esses dias, que passam tão rápido, levando-os a conhecer a ficção e as fábulas, o crime e o horror ao invés da verdade? 

Se vocês protegem o corpo de seus filhos dos venenos químicos, como deixarão de proteger suas mentes, e seus corações tão facilmente impressionáveis? O Senhor dirá naquele dia: “Dá contas de tua mordomia” (Lc. 16:2).

Pare então, querido cristão, e considere isto seriamente, antes de dar um passo e tornar disponíveis tais coisas em seu lar. O seu trabalho de criar seus filhos no perfeito caminho do Senhor nunca foi tão difícil como nos dias de hoje. É preciso uma medida especial de graça e sabedoria celestial. As instruções de Deus são para que você crie seus filhos “na doutrina e admoestação do Senhor” (Ef. 6:4), mas como irá fazê-lo se permitir a televisão em seu lar? Como podem os pais ensinarem os caminhos do Senhor enquanto os filhos estão aprendendo da televisão todo tipo de crimes, corrupção moral e os mais baixos princípios deste mundo?

Suponhamos o caso de um lar onde se permitiu a entrada da televisão. Os filhos estão absorvendo toda a emocionante, e até mesmo aterradora, ação de um programa quando o pai diz: “Desliguem a televisão pois vamos ler a Palavra de Deus.” 

Agora, pergunto, será que aqueles filhos serão capazes de se sentarem tranquilamente e escutarem com calma a leitura da Palavra de Deus? Responder que sim mostraria uma completa falta de entendimento da natureza humana. Eles tiveram que desligar o aparelho, mas estejam certos de que a corrente de pensamentos não foi desligada de suas mentes.Trazer um aparelho de televisão para o seu lar é como plantar, entre as suas flores mais raras e preciosas, uma erva daninha das mais nocivas e venenosas, na esperança de que a erva daninha não cresça. 

Alguns de nossos leitores talvez argumentem que de um modo ou de outro os seus filhos acabarão por assistir tais coisas em outros lugares. Talvez este perigo possa ser eliminado, ou ao menos reduzido de modo significativo, se eles forem instruídos corretamente naquilo que agrada ao Senhor. De qualquer maneira, eles irão aprender que vocês não aprovam a televisão, e que não a permitirão em seu lar. 

Se o seu vizinho cria serpentes venenosas em casa, isto não quer dizer que você tenha que fazer o mesmo. Seria uma loucura criar esses répteis venenosos para que seus filhos aprendam a domá-los.

 Da mesma maneira, a televisão com suas cenas, que não somente mostram a imoralidade mas que também a ensinam, além de toda sua conversação corrupta, acaso não entorpecerá os sentidos do cristão, até que, por fim, torne sua sensibilidade espiritual fria e endurecida? 

Não devemos trazer para os nossos lares qualquer coisa que nos coloque em conexão direta com Sodoma.Certamente muitos argumentarão que o que temos escrito só trata de um lado do assunto, e que também existem coisas boas que podemos aprender com a televisão. 

Recentemente tivemos a oportunidade de examinar um livro que tratava de avaliar o que há de bom e de mau na televisão. Foi escrito por Edward John Carnell, Professor Assistente de Teologia Sistemática do Seminário Teológico de Passadena, California, EUA. 

No livro ele fala bastante das coisas más que há na televisão, mas as coisas aparentemente boas que citou nada mais são do que os mesmos elementos do mundo que se encontra sob a influência do maligno. 

Como podem os cristãos se esquecerem das características deste mundo? Concertos, orquestras, filmes religiosos e coisas semelhantes estão no lado limpo do caminho largo. Esse caminho é largo o bastante para acomodar tudo — tem seu lado limpo e seu lado imundo. E podemos acrescentar aqui que cremos que os filmes de caráter religioso são uma das piores formas de ficção, pois invariavelmente torcem a Palavra de Deus e acabam por apresentar uma mentira. 

Trata-se de algo especialmente enganoso.Presumimos que Sodoma também tivesse suas “coisas boas” — talvez houvesse coisas que Ló apontasse com um certo orgulho cívico, mas tudo se encontrava sob a sentença de juízo, e só servia para enganar o povo. Do mesmo modo, o mundo de Caim (Gênesis 4) tinha algumas coisas boas. Esse assassino adornou sua cidade com comércio, indústria, artes e ciências (Gênesis 4:17-22); mas poderiam os filhos de seu irmão assassinado (se os tivesse tido) apreciar qualquer coisa que viesse de Caim e de seu mundo?

Este mundo matou o Filho de Deus — o seu Salvador, e meu também, querido irmão. Iremos mudar de lugar a mobília de nosso lar, abrindo espaço para que o mundo ali entre?
Satanás é o seu deus e príncipe, e através dessas coisas está enganando os homens e os levando à destruição. 

A “concupiscência dos olhos” e a “soberba da vida” — as coisas que são consideradas melhores neste mundo — são colocadas na Palavra de Deus lado a lado com as coisas mais vergonhosas das “concupiscências da carne”  (Efésios 2:3; I João 2:15,16).

O Senhor ensinou seus discípulos a orar: 
“Não nos induzas à tentação” (Mt. 6:13), e disse a Seus discípulos no jardim do Getsêmani: “Vigiai e orai, para que não entreis em tentação” (Mt. 26:41). 

O cristão que traz tal tentação para o interior do seu lar só pode ser atrevido, orgulhoso ou tristemente indiferente para consigo mesmo, para com seus filhos ou seus hóspedes. Isso nada mais é do que introduzir a tentação e deliberadamente fazer pouco caso de suas consequências.

Existem pessoas que crêem poder controlar a televisão no lar. “Aquele pois que cuida estar em pé, olhe não caia” (I Co. 10:12). 
Não cremos que possa ser controlada, mas suponhamos que vocês pudessem controlar um veneno mortal; será que iriam correr o risco de deixá-lo em casa, quem sabe até na mesma prateleira com os alimentos? Além disso, a posse de um televisor pode ser um tropeço para outros que talvez vejam em vocês um exemplo. “Seja o vosso propósito não pôr tropeço ou escândalo ao irmão” (Rm. 14:13).

Temos ouvido alguns dizerem que a televisão é como as outras invenções – como rádio, automóvel, etc. — as quais inicialmente foram de difícil aceitação por parte dos cristãos que, por fim, acabaram por aceitá-las. Este raciocínio não tem fundamento. O mundo tem muitas invenções que o cristão não deve usar; por exemplo, o teatro e o cinema já são bem conhecidos e já foram aceitos por muitos dos que professam ser cristãos. 

Mas será que são apropriados a um verdadeiro filho de Deus? O fato de o tempo passar não altera o que não convém, ainda que cada vez mais cristãos se rendam à sua tentação, e se esqueçam do tipo de pessoas que deveriam ser.

Que Deus impeça, em Sua graça, que a televisão seja aceita pelos filhos de Deus! 
“Espantai-vos disto, ó céus, e horrorizai-vos! Ficai verdadeiramente desolados, diz o Senhor. Porque o meu povo fez duas maldades: a mim me deixaram, o manancial de águas vivas, e cavaram cisternas, cisternas rotas, que não retêm as águas.” (Jer. 2:12,13).

Que Deus nos dê as balanças do santuário com as quais possamos avaliar corretamente as coisas com as quais nos deparamos nos últimos dias. Nem tudo edifica, nem tudo convém. Necessitamos de olhos ungidos para discernir as coisas excelentes e rejeitar as demais.Acaso não é a televisão a obra-prima de engano utilizada por Satanás? Não é evidente que ela combina todos os requisitos necessários – “a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida” (I João 2:16) – com os quais engana os homens?

Os filhos de Israel “tinham luz em suas habitações” (Êx. 10:23) enquanto os egípcios só tinham densas trevas. 

Você, querido cristão, é filho da luz e seu lar deve caracterizar-se pela presença da luz de Deus. Se você introduz a televisão em seu lar, trará junto com ela “as obras infrutuosas das trevas” (Ef. 5:11). 

Cuidado com as artimanhas do diabo. Com a ajuda do Senhor, tome a firme decisão de não permitir a entrada em seu lar, senão daquilo que seja para a glória de Deus. 
“Portanto, quer comais quer bebais, ou façais outra qualquer coisa, fazei tudo para glória de Deus”  (I Co. 10:31).

Apresentamos, a seguir, alguns versículos que podem ser aplicados ao nosso tema:

“Declara-me que é o que tens em casa.” (II Rs. 4:2)
“Entra e vê as malignas abominações… pintadas na parede.” (Eze. 8:9,10)
“Não meterás pois abominação em tua casa, para que não sejas anátema, assim com ela: de todo a detestarás e de todo a abominarás, porque anátema é.” (Deu. 7:26)
“Amados… purifiquemo-nos de toda a imundícia…” (II Co. 7:1)
“Abstende-vos de toda a aparência do mal.” (I Tess. 5:22)
“Atentai no que ouvis.” (Mc. 4:24)
“Não toqueis nada imundo.” (II Co. 6:17)
“…não é do Pai, mas do mundo.” (I Jo. 2:16)
“…porque não sois do mundo.” (Jo. 15:19)
“Que comunhão tem a luz com as trevas?” (II Co. 6:14)
“Sê o exemplo dos fiéis.” (I Tm. 4:12)

REFLEXÃO: “Desvia os meus olhos de contemplarem a vaidade e vivifica-me no teu caminho” (Salmos 119:37) –
 “Desvia os meus olhos das coisas inúteis; faze-me viver nos caminhos que traçaste” (Salmos 119:37) 







Razões para se tormar cuidado com a televisão

 O pastor americano David Wilkerson, um dos mais respeitados líderes cristãos deste século afirma que é hora de se aproveitar o tempo, e não desperdiçá-lo à frente da televisão. Ele é o criador da instituição “Desafio Jovem”, que trabalha na restauração de drogados e autor, entre outros, do livro “A Cruz e o Punhal”, best-seller que conta seu chamado para trabalhar com jovens delinqüentes em Nova York. Seu ministério teve repercussão mundial depois que se decidiu a utilizar em oração as duas horas que gastava diariamente vendo TV, nos EUA. Wilkerson relaciona 31motivos bíblicos para cristão tirar a TV de casa:



1. Temos um mandamento direto para não trazê-la para os nossos lares. “Não meterás, pois, cousa abominável em tua casa, para que não sejas amaldiçoado, semelhante a ela; de todo, a detestarás e, de todo, a abominarás, pois é amaldiçoada” (Deut. 7:26).
2. Coloca os telespectadores na roda dos escarnecedores. “Bem-aventurado é o homem que não anda no conselho dos ímpios, não se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores. Antes, o seu prazer está na lei do Senhor, e na sua lei medita de dia e de noite. Ele é como árvore plantada junto a corrente de águas, que, no devido tempo, dá o seu fruto, e cuja folhagem não murcha; e tudo quanto ele faz será bem sucedido” (Salmo 1:1-3).
3. Os vitoriosos não devem colocar nada que seja mau diante dos seus olhos. “Portar-me-ei com inteligência no caminho reto. Quando virás a mim? Andarei em minha casa com um coração sincero. Não porei coisa má diante dos meus olhos: aborreço as ações daqueles que se desviam; nada se me pegará” (Salmo 101:2-3).
4. Quando ativado por Satanás representa comunhão com as obras das trevas. “Não vos ponhais em jugo desigual com os incrédulos; porquanto que sociedade pode haver entre a justiça e a iniqüidade? Ou que comunhão, tem a luz com as trevas?” (2Cor. 6:14).
5. Polui o fluir puro dos bons pensamentos. “Finalmente, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é respeitável, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se alguma virtude há e se algum louvor existe, seja isso o que ocupe o vosso pensamento” (Fil.4:8).
6. Toca a coisa impura a respeito da qual Paulo advertiu. “Que ligação há entre o santuário de Deus e os ídolos? Porque nós somos santuário do Deus vivente, como ele próprio disse: Habitarei e andarei entre eles; serei o seu Deus, e eles serão o meu povo. Por isso, retirai-vos do meio deles, separai-vos, diz o Senhor; não toqueis em cousas impuras; e eu vos receberei” (2 Cor. 6:16,17).
7. É impróprio para aqueles que se preparam para Cristo. “Vi também a cidade santa, a nova Jerusalém, que descia do céu, da parte de Deus, ataviada como noiva adornada para o seu esposo” (Apoc. 21:2). “…e habilitar para o Senhor um povo preparado” (Lucas 1:17).
8. Não devemos desperdiçar o tempo, mas remi-lo. “Pelo que diz: Desperta, ó tu que dormes, levanta-te de entre os mortos, e Cristo te iluminará. Portanto, vede prudentemente como andais, não como néscios e sim como sábios, remindo o tempo, porque os dias são maus” (Ef. 5:14-16).
9. Não devemos ser co-partícipantes dos ídolos dos filhos da desobediência. “Mas a impudicícia e toda sorte de impurezas ou cobiça nem sequer se nomeiem entre vós, como convém a santos; nem conversação torpe, nem palavras vãs ou chocarrices, cousas essas inconvenientes; antes, pelo contrário, ações de graças. Sabei, pois, isto: nenhum incontinente, ou impuro, ou avarento, que é idólatra, tem herança no reino de Cristo e de Deus. Ninguém vos engane com palavras vãs; porque, por essas cousas, vem a ira de Deus sobre os filhos da desobediência. Portanto, não sejais participantes com eles. Pois, outrora éreis trevas, porém, agora, sois luz no Senhor; andai como filhos da luz (porque o fruto da luz consiste em toda bondade, e justiça, e verdade), provando sempre o que é agradável ao Senhor. E não sejais cúmplices nas obras infrutíferas das trevas; antes, porém, reprovai-as. Porque o que eles fazem em oculto, o só referir é vergonha. Mas todas as cousas, quando reprovadas pela luz, se tornam manifestas; porque tudo que se manifesta é luz” (Ef. 5: 3-13).
10. Os espectadores se assentam no trono da violência, o que remove a aflição pelo pecado. “Ai dos que andam à vontade em Sião…que imaginais estar longe o dia mau e fazeis chegar o trono da violência; que dormis em camas de marfim… as não vos afligis com a ruína de José” (Amós 6: 1,3,4,6).
11. Ela com certeza não renova a mente. “Rogo-vos, pois, irmãos, pelas misericórdias de Deus, que apresenteis o vosso corpo por sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional. E não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus” (Rom. 12:1,2).
12. Representa o fermento do mundo e deveria ser lançado fora do lar. “Não é boa a vossa jactância. Não sabeis que um pouco de fermento leveda a massa toda? Lançai fora o velho fermento, para que sejais nova massa, como sois, de fato, sem fermento.Pois também Cristo, nosso Cordeiro pascal, foi imolado” (I Cor. 5:6-7).
13. Devemos mortificar tudo que seja imundo e idólatra. "Portanto, se fostes ressuscitados juntamente com Cristo, buscai as cousas lá do alto, onde Cristo vive, assentado à direita de Deus. Pensai nas cousas lá do alto, não nas que são aqui da terra; porque morrestes, e a vossa vida está oculta juntamente com Cristo, em Deus. Fazei, pois, morrer a vossa natureza terrena: prostituição, impureza, paixão lasciva, desejo maligno e a avareza, que é idolatria; por estas cousas é que vem a ira de Deus [sobre os filhos da desobediência].” (Col. 3: 1-3, 5,6).
14. É uma linguagem obscena da qual devemos nos despojar segundo o mandamento. “Agora, porém, despojai-vos, igualmente, de tudo isto: ira, indignação, maldade, maledicência, linguagem obscena do vosso falar” (Col. 3:8).
15. Não é um viver inculpável e santo, digno de Deus. “Vós e Deus sois testemunhas do modo por que piedosa, justa e irrepreensivelmente procedemos em relação a vós outros que credes. E sabeis, ainda, de que maneira, como pai a seus filhos, a cada um de vós, exortamos, consolamos e admoestamos, para viverdes por modo digno de Deus, que vos chama para o seu reino e glória” (I Tess. 2:10-12).
16. Os espectadores não estão possuindo o próprio corpo em santificação e honra. “Pois esta é a vontade de Deus: a vossa santificação, que vos abstenhais da prostituição; que cada um de vós saiba possuir o próprio corpo em santificação e honra, porquanto Deus não nos chamou para a impureza e sim para a santificação” (I Tess. 4:3,4,7).
17. É uma fonte poluidora da qual procedem a maldição e a amargura. “De uma só boca procede bênção e maldição. Meus irmãos, não é conveniente que estas cousas sejam assim. Acaso, pode a fonte jorrar do mesmo lugar o que é doce e o que é amargoso? Acaso, meus irmãos, pode a figueira produzir azeitonas ou a videira, figos? Tampouco fonte de água salgada pode dar água doce” (Tiago 3: 10-12).
18. Remove a vergonha causada pelo pecado. “Serão envergonhados, porque cometem abominação sem sentir por isso vergonha; nem sabem que cousa é envergonhar-se. Portanto, cairão com os que caem; quando eu os castigar, tropeçarão, diz o Senhor” (Jeremias 8:12).
19. Cristo nos chama a ungir os nossos olhos, não a envenená-los. “E colírio para ungires os olhos, a fim de que vejas” (Apoc. 3:18).
20. Devemos purificar-nos de toda impureza da carne, aperfeiçoando a santidade no temor de Deus. “Tendo, pois, ó amados, tais promessas, purifiquemo-nos de toda impureza, tanto da carne como do espírito, aperfeiçoando a nossa santidade no temor de Deus” (2 Cor. 7:1).
21.O ministério para Cristo requer que renunciemos às coisas desonestas ocultas. “Pelo que, tendo este ministério, segundo a misericórdia que nos foi feita, não desfalecemos; pelo contrário, rejeitamos as cousas que, por vergonhosas, se ocultam, não andando com astúcia, nem adulterando a palavra de Deus; antes, nos recomendamos à consciência de todo homem, na presença de Deus, pela manifestação da verdade” (2 Cor. 4:1,2).
22. É um ídolo que causa confusão e deveria ser odiado. “E quem fizer tropeçar a um destes pequeninos crentes, melhor lhe fora que se lhe pendurasse ao pescoço uma grande pedra de moinho, e fosse lançado no mar” (Marcos 9:42).
23. Ofende as crianças, levando-as ao tropeço. “E quem fizer tropeçar a um destes pequeninos crentes, melhor lhe fora que se lhe pendurasse ao pescoço uma grande pedra de moinho, e fosse lançado no mar” (Marcos 9:42).
24. A visão conduz à prevalência da soberba. “A lei do Senhor é perfeita e restaura a alma; o testemunho do Senhor é fiel e dá sabedoria aos símplices. Os preceitos do Senhor são retos e alegram o coração; o mandamento do Senhor é puro e ilumina os olhos. O temor do Senhor é límpido e permanece para sempre; os juízos do Senhor são verdadeiros e todos igualmente, justos. São mais desejáveis do que ouro, mais do que muito ouro depurado; e são mais doces do que o mel e o destilar dos favos. Além disso, por eles se admoesta o teu servo; em os guardar, há grande recompensa. Quem há que possa discernir as próprias faltas? Absolve-me das que me são ocultas. Também da soberba guarda o teu servo, que ela não me domine; então, serei irrepreensível e ficarei livre de grande transgressão. As palavras dos meus lábios e o meditar do meu coração sejam agradáveis na tua presença, Senhor, rocha minha e redentor meu!” (Salmo 19:7-14).
25. Já é tarde. Cristo volta em breve. Devemos rejeitar todas as obras das trevas. “Vai alta a noite, e vem chegando o dia. Deixemos, pois, as obras das trevas, e revistamo-nos das armas da luz. Andemos dignamente, como em pleno dia, não em orgias e bebedices, nem em impudicícias e dissoluções, não em contendas e ciúmes; mas revesti-vos do Senhor Jesus Cristo e nada disponhais para a carne no tocante às suas concupiscências” (Rom. 13:12-14). “E a si mesmo se purifica todo o que nele tem esta esperança, assim como ele é puro” (I Jo. 3:3).
26. Deus ordena que o povo santo destrua e rejeite todos os ídolos. “Porém assim lhes fareis: derribareis os seus altares, quebrareis as suas colunas, cortareis os seus postes-ídolos e queimareis as suas imagens de escultura. Porque tu és povo santo ao Senhor, teu Deus; o Senhor, teu Deus, te escolheu, para que lhe fosses o seu povo próprio, de todos os povos que há sobre a terra” (Deut. 7:5-6).
27. É amizade com o mundo, produzindo inimizade para com Deus. “Pedis e não recebeis, porque pedis mal, para esbanjardes em vossos prazeres. Infiéis, não compreendeis que a amizade do mundo é inimiga de Deus? Aquele, pois, que quiser ser amigo do mundo constitui-se inimigo de Deus” (Tiago 4:3-4).
28. A face do Senhor está contra os praticantes do mal, e os espectadores não estão apartando-se do mal, como foi ordenado. “Pois quem quer amar a vida e ver dias felizes refreie a sua língua do mal e evite que os seus lábios falem dolosamente; aparte-se do mal, pratique o que é bom, busque a paz e empenhe-se por alcançá-la. Porque os olhos do Senhor repousam sobre os justos, e os seus ouvidos estão abertos às suas súplicas, mas o rosto do Senhor está contra aqueles que praticam males” (I Pe. 3:10-13).
29. Se você acha que se trata apenas de uma mácula em sua roupa, ainda assim está errado. “Por esta razão, pois, amados, esperando estas cousas, empenhai-vos por serdes achados por ele em paz, sem mácula e irrepreensíveis” (2 Pe. 3:14). “Vós, pois, amados, prevenidos como estais de antemão, acautelai-vos; não suceda que, arrastados pelos erros desses insubordinados, descaiais da vossa própria firmeza” (2 Pe. 3:17).
30. A televisão abrange as três tentações que Satanás introduziu no Éden. “Não ameis o mundo nem as cousas que há no mundo. Se alguém amar o mundo, o amor do Pai não está nele; porque tudo que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não procede do Pai, mas procede do mundo. Ora, o mundo passa, bem como a sua concupiscência; aquele, porém, que faz a vontade de Deus permanece eternamente” (I Jo. 2:15-17).
31. Os vitoriosos que vêem o Senhor na Sua glória não necessitam disto. “Que mais tenho eu com os ídolos? eu o tenho ouvido, e isso considerarei” (Oséias 14:8).










Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Minha família

Deixe seu recado abaixo

Click na seta abaixo